quinta-feira, 5 de março de 2015

Sim, eu escolhi!


Escolhi andar de mãos dadas
caminhar no mesmo passo,
independente do compasso ou da música,
Eu me permiti continuar.

Eu escolhi acordar em braços quentes,
ter alguém para ouvir bom dia com olhos e alegria.
Escolhi ser amada, mas do que amar simplesmente.
Escolhi me espelhar em um doce sorriso,
bem melhor do que sorrir sozinho.


Escolhi parar de ter escolhas e apenas ser escolhido.
Eu escolhi um amor certo,
que me dê chão ao invés de tirá-lo.
Escolhi partilhar o meu humor,
e não apenas dividir a boêmia.


Escolhi um amor seguro, genuíno e verdadeiro.
Amor para todos os dias, para todas as situações,
amor otimista, amor sem baliza, sem limites,
sem horas marcadas, sem  frescuras.


Eu escolhi amar por inteiro,
amar as rotinas, as manias, os defeitos, os preconceitos.
Escolhi adormecer e acordar, contemplando o mesmo rosto.
Escolhi assistir os anos passar, as rugas chegarem,
e continuar... sonhando os mesmos sonhos!


Escolhi comunhão, mesmo abaixo da marquise,
e não somente no aranha céus...
E diante de tantas escolhas, amadureci e assimilei:
tal qual a lagarta, demoli o meu casú
lo

e abri as asas para um amor
incondicional em qualquer vôo...


Kcris Ramos








Leiam também.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

POSTAGENS MAIS PROCURADAS