sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Cinquenta Tons de Rosas, se não gosta de flores, não leia!


Amo a beleza cândida que se instala em você assim que encontra o meu olhar.
Amo seu jeito forte e implícito de se fazer presente em minha vida.
Amo as inúmeras vezes que sua inteligência deixou tatuado em mim que sorrir é fundamental, e que não existe vida sem paixão.

Falar de amor, é definir meu objetivo simples de uma vida complicada.
Ouvir falar de amor deveria então ser matéria obrigatória no curriculum da vida, seriamos então mais felizes? mas focados no hoje, e menos preocupados com o amanhã?
Sim, talvez...
E inundando nossos momentos secos e vazios, surgiriam as manhãs, certamente mais felizes.

Esta combinação essencial entre o amor e a felicidade, seria nos dado em cada instante de nossas vidas.

Eu instituo pelo poder dado a mim por Deus, que não me interessa mais a infelicidade!
Ignoro tudo e todos que não me trouxerem a verdade profunda, de que viver somente vale a pena se for por amor e mais nada...


Quero a certeza das "Rosas", que duplamente nos acompanham na felicidade,  e tão docemente nos momentos mais fúnebres.
Sim as "Rosas"!
Que belamente já disse o poeta:
"Elas não falam, simplesmente exalam, a beleza que roubam de ti..."


Quero o tom marcante e profundo da "Flor" mais perfeita deste mundo, fluorecente e marcante, que trás em seu vermelho profundo a passionalidade do sangue, do rubro.

Quero então, nas segundas-feiras a força da "Chocolate Cosmos", com sua flagrância de vanila.
Necessito nas terças-feiras, um tom menos doce, o misticismo da "Lótus", não mais em tom de rosa, opto então pelo quase Lilás.
Na quarta-feira, não terei nenhum tempo algum ao que não me der prazer.
Quero agora o tom da "Tulipa" a perfeita pétala unida, que de tão forte sobrevive a mim e a você.




Na quinta-feira, tenha cuidado! sou então a "Begônia", nem tão rosa e nem ensossante branca, sou  agora matizada com a incerteza das cores.
Sexta- feira chegou, e com ela o engano da dama amável, a presença da "Rosa Erva Bezerra", ou a generalidade do "Cravo".
E a semana vai se extinguindo, chega então o sábado!
Em seu primeiro instante da manhã, surge em mim o "Narciso", e início o dia me amando somente menos que Deus, e antes do findar do mesmo, restaurando minha alegria,  sou então "Magnólia" e durmo em paz e em glória.

                     


E finalizando a semana vem o dia mais belo:
Nasce o domingo perfumado com a alegria do "Lírio verde"  e a amizade da "Iris", mas não, não se engane!


Antes mesmo de findar a poesia, com outras dezenas de "Flores", e a indiferença da "Hortênsia", o ressentimento da "Petúnia" a humildade do "Jacinto", adoro agora a Lua, que nobremente com sua luminosidade prateada, vai impondo na noite, a essencialidade da existência das  flores...   

Autora: Kcristina Ramos


                                                                
E hoje pessoas queridas, fico aqui nesta cinzenta sexta-feira chuvosa, desejando a todos um maravilhoso dia, com milhares de flores e um pouco de Poesia, beijos!



Image Map

Leiam também.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

POSTAGENS MAIS PROCURADAS