domingo, 21 de novembro de 2010

"E POR FALAR EM POESIA"



Existiu um homem chamado: Omar Ibn Ibrahim El Khayyam, que nasceu Nichapour, Pérsia, no ano de 1040, que além de poeta, foi um grande matemático e astrônomo, que Disse:

"O Imenso mundo:
um grão de areia perdido no espaço.
Toda ciência dos homens: palavras.
Os povos , os  animais e as flores sete climas:sombras.
O Resultado de tua meditação: nada ".


Leitores queridos, desculpem-me a pretensão em achar que sei fazer poesia, mas deixarei aqui uma de minha autoria:


Pegue em minha mão,

e descobriremos no mundo

sentimentos que nos rodeiam

e que nem temos tempo para apreciar.

Pegue em minha mão,

e deixe que eu te envolva,
que te acaricie a alma que anda carente,
e antes mesmo do primeiro beijo,
irá sentir invadindo seu corpo

um arrepio quente,

uma felicidade suave como perfume.

Pegue em minha mão, sim! 

e sinta, mas que um que um pedaço de carne e ossos,

sinta uma magia te enfeitiçando,

toda angustia sumindo, 
as tristezas se esquecendo.
Pegue minha mão
e antes mesmo que você fale,
deixe que eu te cale
com um beijo profundo.
Vou conduzir seus passos,
provar de teus abraços,
procurar na tua solidão, 
espaços vazios e preenche los com paixão.
Então tudo que te peço,
é tão pouco,
apenas te peço,
pegue em minha mão...

(by Kcriska)

E para terminar, um pequeno trecho da poesia de uma recente amiga e seguidora do nosso "Blogger de ideias", a caríssima Susana Rossa, do poético cantinho: 

http://bysusanarossa.blogspot.com


Certa vez, há muito, escrevi:

Às vezes me vejo no velório dos meus sonhos...
E qual viúva desesperada, me atiro ao caixão:
-Porque me abandonaste? Que vou fazer sem ti?
Então, o cheiro do feijão queimando me alerta
E eu sigo levando...


(by Susana Rossa)
Image Map Image and video hosting by TinyPic

Leiam também.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas