segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Fotografia uma paixão!

Quantas ideias se tem ou se passa á ter após algumas fotografias, existem aquelas que tiramos e depois vemos o quanto precisamos emagrecer, outras o quanto mudou algo em nosso visual, outras que nos surpreendemos com a fotogênica de determinada pessoa, animal ou até mesmo alguma coisa.
A fotografia tem em si, um dom maravilhoso de fascinar quem inicia essa ação. Mesmo vocês que estão lendo agora devem se perguntar sobre determinada  foto que tiraram de alguém ou algo, que após ver a foto tirada se surpreenderam, então na verdade o que estou querendo dizer, é que fotografar é uma paixão, e diria ate um vício, para os fotógrafos de plantão.

Sabem tenho muitas fotos de Cabo Frio no RJ, pois morei um bom tempo la, e tive a felicidade de conhecer muitas praias e lugares aconchegantes e maravilhosos, o que prova minha pequena tese, que pra se conhecer lugares maravilhosos não é necessário sair do Brasil. Não que eu tenha nada contra viajar pra outros países, mas nosso Brasil tem lugares paradisíacos e quase sempre esses mesmos são simples moradias para o povo que vive nestas regiões. Ao longo do tempo eu irei postando fotos, de alguns destes lugares, e não se chateiem se por enquanto todas forem do Rio de Janeiro, é que são as que mais fotografei, mas terão também de São Paulo e outros, quem tiver fotos lindas e quiser me mandar, eu ponho o crédito da foto no nome da pessoa, só não vale enviar fotos que não sejam de vocês ok!


 ANUNCIO

Ficam ai algumas pra começar:

Essa foto é de uma casa que fica bem no centro de cabo Frio.

Aqui um monumento histórico da Praça do Itajuru, também em CF.

Aqui um dos milhares de ângulos da praia mais famosa de Cabo Frio, Praia do Forte.

Aqui a mesma praia, mas com um detalhe que a faz praticamente historia, quase sem ninguém, fato realmente surpreendente porque ela esta sempre, cheia ate quando esta chove.

Mas um ângulo, só que desta vez de cima do Forte, tendo a praia com fundo já no entardecer.

Aqui outra praia linda de CF, Praia do forno.

Aproveitei que uma turista estava deslumbrada com a vista e aproveitei o ângulo.

Esta foto fica na parte que mais amo em CF, num lugar chamado: Morro do Arpoador.

Uma praia bastante desprezada por muitos em CF a Praia do Siqueira.

Aqui é o um dos ângulos do canal.

Aqui na Ilha do japonês.



Monumento que fica em frente ao Teatro de Cabo Frio.
Uma Pequena pracinha, em Búzios.

Aqui um casal de argentinos visitando CF. Isso é hiper comum la.

Apesar desta foto ser antiga, eu a amo muito, primeiro porque tem a minha filhota, depois porque é de um tempo bem sofrido logo quando eu cheguei pra morar em CF, e finalizando porque foi logo quando me apaixonei pela cidade e por fotografia.

Aqui uma estátua feita por um artesão local.


Aqui a lendária Casa de quinhentos anos de CF, também me trás ricas recordações , afinal foi la que fiz muitos amigos, quando fazia curso de turismo, oh tempo bom, que saudades!!!

CRAQUE SEM CRACK!


Hoje em nosso blogger de ideias vamos expor um assunto que afeta a todos e de diversos países:
 AS DROGAS!!
Um querido amigo que escreve sobre drogas e que pediu que eu o apresenta se assim:





Inspetor de Polícia Civil no RJ...

Há 20 anos nessa profissão...Um autêntico "Tira" metido a escritor. Por ter pleno conhecimento do mal que as drogas causam e acreditar que só uma política massante de informações por parte do governo e o diálogo em casa sem censura...

Poderá em um futuro próximo manter a drástica situação atual sob controle..resolveu narrar suas operações  no combate ao tráfico pela polícia em suas matérias, buscando com isso um combate intenso e não apenas quando está em serviço, acreditando assim que esteja colaborando para uma conscientização sobre os males que as mesmas causam.



CRAQUE SEM CRACK !
Autor Pedro Chagas


Janeiro de 2009, eu trabalhava na delegacia da Pavuna-RJ. Em um de meus plantões, recebemos um chamado para procedermos em uma comunidade do RJ, onde um pai era espancado por seu filho. 

Por ser uma área dominada pelo tráfico, solicitamos reforço e procedemos. Como a casa ficava na parte baixa da comunidade, não foi preciso subir. 
Ao chegarmos, os olheiros (Meninos que são pagos pelo tráfico para soltarem fogos avisando sobre a chegada da polícia) fizeram seu serviço avisando aos traficantes de nossa presença e dispersaram. 

Ao entrarmos na residência, encontramos um “quadro” desolador. Os poucos móveis da casa quebrados e jogados pelo chão. Caído ao lado de uma cama, um senhor de aproximadamente 56 anos, que pressionava sobre a nuca um pano todo ensanguentado.

 O autor da agressão, seu próprio filho de 18 anos que acabou evadindo ao ouvir os fogos. Imediatamente, o colocamos na viatura e o conduzimos ao PU.

No trajeto em direção ao PU, eu conversava com o mesmo, tentando animá-lo, para que não desacordasse, pois encontrava-se bastante frágil. E com um tom de desabafo, ele me disse: 

“Tenho dois filhos apenas. Esse menino de 18 anos e uma menina de 14. A menina vive com a vó em outra comunidade e o menino comigo. 
Sabe moço, eu faço tudo por ele. Tenho poucas condições, mas procuro fazer tudo o que posso. Até aos 12 anos era um amor de criança. Ficava o dia todo no Brizolão, onde tinha aula pela manhã, almoçava e a tarde fazia atividades diversas". 

Não tinha tempo ocioso! Um grande projeto de nosso saudoso BRIZOLA, mas que interesses escusos não permitiram que prosseguisse. Com o término do projeto, ele saia das aulas e ficava ocioso pela comunidade e começou a relacionar-se com más companhias e logo lhe apresentaram às DROGAS

De início a maconha, depois a cocaína e agora o crack. Sabe moço,SE NÃO FOSSE O CRACK MEU FILHO SERIA UM CRAQUE !”

 Pois adora Foot Ball e joga bem ! .
Eu nada podia fazer. Aconselhava.. .








Brigava.. ..Logo percebi que perdia o controle. Dizia que ia para a escola e não ia, mentia o tempo todo e eu sabia disso. Mas o que fazer? Eu não podia levá-lo comigo para o trabalho e precisava trabalhar. 

Quando percebi que se relacionava com más companhias e via seu comportamento mudar, senti que logo receberia uma notícia ruim. Eu evitava pensar nisso, mas toda vez que ouvia tiros ou tomava conhecimento de que havia um homicídio na comunidade, meu coração apertava. 



Hoje, com dezoito anos, ainda uma criança, mas totalmente alheio ao meu controle. Tudo por causa das más companhias e por causa da divergência de interesses desses políticos que só pensam em seu interesse , pois, ao invés de terminarem com o projeto adotado pelo BRIZOLA; onde nossas crianças ficavam na escola o dia todo, evitando assim o tempo ocioso, que é uma abertura para que se aproximem das más companhias, deveriam
investir em novos projetos semelhantes.

"Meu filho hoje estava transtornado, querendo dinheiro para comprar drogas que eu sei. É claro que eu não dei moço!" O que houve foi que ele começou a quebrar tudo e agrediu. o pai. "Não tenho mais forças moço". "E não sei mais o que é mais triste :. se é ver meu filho morto ou ser agredido por ele”

Bom, acho que nada mais tenho a falar após o desabafo desse pai, que apesar da dor do ferimento, causado por seu próprio filho, conseguiu em pouco tempo explicar o porquê de estar hoje nessa situação e deixar bem claro que a OCIOSIDADE é uma porta para o crime e que só se pode ser CRAQUE SEM CRACK!




Bem meus queridos, por hoje é só, mas aguardem novas matérias deste e de outros amigos, que escrevem e vivem historias dramáticas sobre as drogas.
 BJZ
Image Map

E para lembrar que nem só de idéias vive um Blog, um pouco de poesia.

Renda-se, como eu me rendi. Mergulhe no que você não conhece como eu mergulhei. Não se preocupe em entender, viver ultrapassa qualquer entendimento.
Clarice Lispector

Uma de minhas poetizas preferidas, eu não poderia deixar de pôr um pouquinho dela aqui, mas como também arranho em poesias, vou expor uma minha aqui.




Quero reencarnar...

Quero nascer de novo,
ter o rosto limpo sem marcas,
sem magoas,
sem ressentimentos,
sem culpas,
sem medos...
Quero a inocência de uma criança indefesa,
Quero aprender tudo de novo,
apoiar meus passos sobre passos já traçados,
quero não ter receio de nada,
e sempre achar que com um doce a vida fica mais feliz.
Quero novamente fechar meus olhos na roda gigante e sentir que posso voar,
Quero de novo me jogar nas ondas e achar que sou um peixe.
Quero a vida simples como ela vier.
E a cada novo amanhecer ter apenas a certeza de estar viva,
se bela ou não, apenas viva,
se com grandes acontecimentos ou não apenas viva.
Quero o frio na estômago diante do novo,
quero o suor no rosto diante do surpreendente.
Quero não ver meus amigos envelhecidos,
não ter lembranças de coisas fúteis,
não ter lembranças de momentos fúnebres,
não ter lembranças de dias intermináveis,
nunca ter acompanhado um enterro,
nunca ter consolado uma lágrima,
nunca ter me sentido pequena, minúscula...

Quero a excitação do sábado pela manhã
Quero um amigo motoqueiro,

 para voar pelas ruas como se o amanhã jamais chegasse.
Quero ser criança e chorar de medo na escuridão.
Quero ser criança e não ter a pretensão de agradar sempre,
quero correr pelas ruas como menina magrela,
como adolescente sem interrogações, apenas emoções.
Quero rolar na areia da praia,
e jamais, jamais sentar pra ver o mar, com a dor de quem precisa se calar,
precisa chorar, soluçar e se encontrar de novo,
só para não se perder novamente.

Kcristina Ramos

Leiam também.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas